quinta-feira, 15 de janeiro de 2009




« O mundo está cheio de surpresas que nos põem a caminho.
Como aquela criança que olhava para o pai. Este dizia-lhe: "Vês
aquela coisa grande, ali, alta, é uma árvore. E aqui - enterrava uma
sementinha - vai nascer uma como aquela." A criança abria a boca de
espanto e sorria. Acreditou. Não é que tivesse lógica, mas era o pai que
dizia»

Vasco Pinto Magalhães, s.j.



2 comentários:

Inês disse...

Nem sabes como fez sentido para mim este post, nesta noite...

Obrigada. Muito obrigada.

figlo disse...

...Acreditar que é possível...
...ainda que não seja possível...
...dar-se todo para que seja possível...
...passar e gastar a vida, na busca de impossíveis...
...parece impossível!...
Um abraço. Até logo! Glória