segunda-feira, 22 de setembro de 2008

NO TEMPO DA SEITA DOS NAZARENOS [1]



Bem-vindos! Este será o primeiro post de muitos dedicados ao Cristianismo Primitivo. Um assunto que me vai ocupando o coração desde há muito, e hoje pela primeira vez vê a luz do dia. Aqui vai...


- O Escândalo -



À volta do ano 33 da nossa era, durante o reinado de Tibério, e pouco depois da festa da Páscoa, começou a circular uma Notícia extraordinária pelas ruas e praças de Jerusalém que depressa se alastraria por toda a Palestina e para além das suas fronteiras. Havia um burburinho inquieto entre as gentes e parece que não se falava noutra coisa:


“O Deus de Abraão, de Isaac e de Jacob, o Deus de nossos pais ressuscitou Jesus, o Nazareno, e glorificou-o como Messias! O mesmo Jesus que foi preso, julgado como malfeitor, crucificado como maldito, e morto fora dos muros da nossa Cidade Santa!”


Esta mensagem subversiva foi anunciada pela primeira vez na capital judaica pelos discípulos e discípulas deste Jesus. Entre eles destacavam-se os doze enviados (apóstolos). Por toda a parte aclamavam: “Ele está vivo!” e afirmando-se como testemunhas deste acontecimento, proclamavam-no como único em toda a história de Israel! Para espanto de todos não pareciam minimamente assustados com a reacção das autoridades, falavam abertamente em público tal e qual o seu Mestre…


Tal era a emoção, o entusiasmo e ousadia deste anúncio que muitos julgavam-nos embriagados. Sim, embriagados, não de “vinho doce” mas simplesmente por terem nas mãos uma Boa Notícia: um Eu – Angelion [palavra grega que significa Boa Nova]. Notícia que era Boa o suficiente para não ser dominada pelo medo, tolhida por qualquer timidez, ou conservada como doutrina ou esquema mental! Sim, aqui estava-se diante de uma Novidade “demasiado Boa”, a ponto de se converter em mandato e razão de viver!


Esta proclamação propagava-se por toda a Jerusalém como um fogo devorador: a uns fazia-lhes “arder o coração”, encantados com a Boa novidade de um Deus que confirmara a vida deste Jesus, irmão de pobres, e marginalizados; a outros “consumia-lhes” as mentalidades rigoristas e fechadas, para quem tal acontecimento constituía um autêntico escândalo! Perante o impacto desta Noticia era impossível permanecer neutro ou indiferente. Do seu âmago brotava um “sinal de contradição” (Lc 2,34) de tal ordem que só podia gerar discípulos, ou inimigos! Ou aderiam, ou lutavam contra ela…


CONTINUA...


P.S. - Afinal não vos quero maçar para já com posts demasiado longos, como aqui um dos meus vizinhos do lado heheh)


12 comentários:

Rui Santiago disse...

EU PERCEBI A BOCA!

EU PERCEBI!!!!!!!!

E ainda não me deste os 5 euros que me deves da publicidade ao primeiro post. Isto que fique aqui bem clarinho para que toda a gente saiba, EHEHEH.

Obrigado por ti

SHALOM

Rui Santiago disse...

Ok, ok... Agora a sério, comento mesmo o post. Que delícia. Obrigado!

...estava-se diante de uma Novidade “demasiado Boa”, a ponto de se converter em mandato e razão de viver!...


...a uns fazia-lhes “arder o coração”, encantados com a Boa novidade de um Deus que confirmara a vida deste Jesus, irmão de pobres, e marginalizados; a outros “consumia-lhes” as mentalidades rigoristas e fechadas, para quem tal acontecimento constituía um autêntico escândalo!...

Sabes bem que é impossível não VIBRAR por dentro com expressões como estas. Obrigado não só pela experiência de Fé que estás a fazer, e por poder partilhá-la contigo, mas também pela maneira bonita como a estás a transmitir a outros. POR FAVOR, continua a dizer desta maneira tão bonita a "tal" Notícia que é BOA...

Mas não te esqueças dos 5 euros, vá lá...

Vasquinho das Couves disse...

Porra!!!! este vizinho é mesmo chaga. O rapaz (Gustavo) faz um post light mas cheio de sumo e vem logo o outro artista e faz um testamento nos comentários, mas o que é isto afinal uhm?? Onde é que já chegamos uhm??(Oblá não te chega o teu blog)?!?!vai pra tua ilha!!!)
Gustavão curti os teus dizeres, sucintos e com substância, continua assim que ganhas freguês!!Nada aborrecido ao contrario dos do vizinho!

Eheh ABRAÇO!!!

Rui Pedro disse...

Com que então, cristianismo subversivo, não é?...
Só faltava dizerem que eram uma seita e isso...

Bem, a sério, é pá é verdade que, a seguir à Ressurreição, o maior milagre do Espírito talvez tenha sido esta Igreja a nascer! E é verdade que esse milagre continua

Um abraço!

Anónimo disse...

Obrigado Gustavo por este caminhada até às fontes.
Obrigado sobretudo por partilhá-la connosco, pois deste modo estás a enriqueces muitos outros.
Aprofundar as fontes é lançar o alicerce para compreender Jesus e a sua paixão que o levou a dar-se totalmente a Deus e à Humanidade!
Um abraço

figlo disse...

Gostámos muito! A apresentação deixou-nos água na boca...
A este Jesus que arrasta consigo gente de má vida e maltrapilhos... os ama e alimenta... e ainda por cima lhes promete o Reino...cura judeus e estrageiros (mesmo que seja sábado)...Deus re-suscitou! como que caucionando esse viver e dizendo exactamente a esses pobres que o tinham visto morrer: "Esse Jesus que conhecestes, aí o tendes, VIVO ,para estar convosco para sempre". ...mas testemunhar isto custou a pele a muita gente. Onde estaríamos nós, Gustavo, se não fosse a coragem desses?...

Manuel disse...

Boa Gustavo, meia dúzia de linhas com tanto conteúdo, cada vez me convenço mais que se o Cristianismo verdadeiro não for subversivo, morrerá às mãos de um catecismo qualquer.

Parabéns e deixa os vizinhos comentar com mais texto do que tem o Post.
O Homem é assim e não vai mudar, é assim que gostamos que ele seja.

Um Abraço

Manuel disse...

Gustavo, esqueci de te dizer para pagares a publicidade, não fosse o vizinho e eu não ia saber do teu Blog.

Até breve

Mila disse...

BOM DIA A TODOS!
Acabaram de me fazer rir à gargalhada! :):)

Continua Gustavo, isto promete...

Manuel disse...

Gustavo, desculpa de logo no teu 1º “Post”, ter usado a palavra “subversivo”. Sei que entendes que me estou a referir do Adj; do Lat. No verbo transitivo:
Revolver, voltar de baixo para cima, revolucionar, fazer soçobrar e submergir.
Nunca a:
Destruir e arruinar.

Ainda será cedo para que no teu Blog, apareçam os detractores que certamente vais ter, esses sim:
Murmuram, retraem e difamam.

Quando alguma coisa me torna feliz, já tenho dificuldade em ficar calado e fiquei muito feliz por ti e por todos os que vão poder partilhar as verdadeiras verdades da BOA NOVA.

SHALOM

Inês disse...

Ai rapaz, eu só não sei como é que tu só agora é que criaste um blog...

Queremos maaaais! :D

Tu escreves MUITO bem. E eu não estou a falar só da forma :)

ir.victor disse...

Oro por ti e pelo teu novo espaço aberto a quem sente fome e sede de Deus...
Obrigado...